Páginas

sábado, 5 de maio de 2012

Papo de Mãe:

"Primeiro a gente é mãe por dentro, depois por fora e chega um momento que você vira mãe por dentro-fora-alto-baixo- e sempre feliz.
Já tive tantas expressões extremas de amor, passando desde aquela alegria eufórica até o completo desespero.
Desde o momento em que senti a vida mais plena dentro de mim.
Hoje se ele fica doente, meu coração encolhe-se completamente até chegar ao tamanho de uma sementinha de morango.
Se ele dá uma risada, meu coração parece que vai transbordar de tanta alegria.
É uma coisa que não consigo achar palavras pra descrever.

Tudo é muito intenso e parece que não vai parar nunca mais. Cada dia um novo momento, uma nova descoberta.

Coração de mãe tem umas engrenagens malucas que só outras mães para, às vezes, entenderem o que se passa por lá.
É movido a energia eólica e basta uma brisa das mais bestas pra colocá-lo para funcionar a pleno vapor.

A gente experimenta o amor dos pais, do marido, dos sobrinhos, dos amigos e até dos nossos animais (quem tem sabe do que eu falo), mas não há amor nesta terra que se compare ao amor de mãe.

Eu percebi por que é que coração de mãe sempre cabe mais um: porque ele está acostumado a tentar conter aquele amor imenso que nunca chega, que sempre cresce, se expande e vai ser sempre assim, independente do que nossos filhos façam ou deixem de fazer a gente ama e pronto.

Não sei se muitas de vocês me entendem, mas a palavra mãe passou a fazer pleno sentido para mim!!"

3 comentários:

Mãe do Lucas Davi disse...

lindas palavras!!

bjos

Sara Leandro disse...

Adorei amiga, tem selinho lá no blog pra vc,
Beijos!

Mônica Rodrigues disse...

É isso aí, só aprendemos de verdade o sentido dessa palavra qd nos tornamos MÃES!

Bjos.

Postar um comentário